Porto, cidade criativa e boémia

A cidade do Porto atravessou uma transformação nos últimos anos e é hoje um destino diferente daquele que era há apenas meia década. Está mais cosmopolita e mais animada – aumentou a sua oferta de diversão noturna e de alojamentos turísticos.

Porto Lazer Todos os direitos reservados

Porto Lazer Todos os direitos reservados

Porto Lazer Todos os direitos reservados

Porto Lazer Todos os direitos reservados

Porto Lazer Todos os direitos reservados

Galerias Paris Todos os direitos reservados

Casa do Livro Todos os direitos reservados

Casa do Livro Todos os direitos reservados

 
 
 
 
 
 
 
 

Porto é hoje uma cidade voltada para as indústrias criativas, palco de conceituados eventos culturais e artísticos, que envolvem os portuenses.

Porquê ir

  • Património
  • Arqueologia
  • História
  • Paisagem natural
  • Arquitetura
  • Gastronomia e vinhos

É definitivamente um destino que tem de conhecer e à qual vai querer voltar, quanto mais não seja para ver o que mudou.

Juventude dinâmica

Há vários projetos dedicados ao desenvolvimento das indústrias criativas no Porto e no Norte e incubadoras de empresas que têm lançado negócios inovadores nas áreas da arquitetura, dos media ou das artes do espetáculo. Entre estas estruturas, há iniciativas públicas e público-privadas, com grande envolvimento das universidades.

O empreendedorismo e a inovação tomaram conta não só de setores da economia com relevância nacional mas também do comércio de rua, que faz os visitantes pararem para ver e comprar e quererem regressar.

Dê uma volta pela baixa da cidade. Compre artesanato urbano, feito por jovens criadores. Entre uma galeria de desenho e leve arte para casa. Aprecie o mobiliário de autor que se faz no Porto.

E a moda? Está na zona certa da cidade para comprar criações de jovens designers de moda.

Vai gostar

  • Da animação na baixa, o centro nevrálgico da diversão noturna na cidade e onde há vários restaurantes.

Vida noturna

A baixa é também o centro nevrálgico de uma revolução ao nível da restauração e da diversão noturna, oferecendo locais e ambientes para todos os gostos e bolsos. Em cinco anos, o número de bares no Porto, essencialmente nesta zona da cidade duplicou de espaços.

Há diversos bares na baixa portuense que oferecem um ambiente urbano e de tertúlia. São espaços em que se pode conversar, de pé, no meio de um simpático largo ou numa esplanada pitoresca e elegante. Nestes espaços introduziram o hábito de fazer uma pausa ao final da tarde para beber um copo de vinho ou uma cerveja depois do trabalho. Pela noite dentro, passam música alternativa e indie rock.

Estes bares estão instalados, na sua maioria, em edifícios antigos que foram reabilitados e têm, por essa razão, um carácter muito interessante. Alguns projetos mantêm mesmo elementos dos negócios que ocuparam os imóveis antes, fossem esses inquilinos livrarias ou torrefações de chá ou café.

Os bares de vinhos estão em voga, mas a oferta é bem eclética e vai desde a champanheria da moda aos cafés emblemáticos da baixa, como o Âncora DOuro passando pelos estabelecimentos que pelos preços económicos são preferidos pelos mais jovens, pelas discotecas e pelos espaços que têm música ao vivo.

O que fazer

  • ​Vá ao café Âncora Douro (mais conhecido como Piolho), que abriu em 1909 e é um dos cafés mais antigos da cidade
  • Participe num jantar vínico e, a par da gastronomia, conheça os vinhos do norte de Portug

Gastronomia

A gastronomia portuguesa sempre foi reconhecida, em particular na região norte, mas a cidade do Porto pode hoje orgulhar-se de ser um destino gastronómico por excelência.

Se quer mergulhar no saber tradicional, escolha um restaurante de cozinha portuguesa, onde não faltam as tripas à moda do Porto e o cozido. Se gosta de pratos mais sofisticados e de fusão à mesa, vai gostar de saber que a cidade reúne um interessante conjunto de restaurantes de assinatura e projetos associados a chefes bem conhecidos em Portugal.

Um deles, Ricardo Costa, esteve na origem da atribuição de duas estrelas Michelin, aos restaurantes dos hotéis Casa da Calçada, em Amarante, e The Yeatman, em Gaia.

O que precisa saber

  • Mais informações sobre a noite do Porto aqui

Os restaurantes DOP, de Rui Paula, e Salsa & Loureiro, de Hélio Loureiro, o chefe que acompanha habitualmente a seleção portuguesa de futebol e cozinha para craques como Cristiano Ronaldo ou Pepe, são também boas opções.

Os jantares vínicos, existentes em vários restaurantes, são uma boa opção para, a par da gastronomia, ficar a conhecer os vinhos portugueses, em particular os afamados néctares do Douro, sejam os vinhos de mesa, seja o famoso Porto. Existem hotéis com jantares vínicos agendados, questione no seu hotel se haverá algum durante a sua estadia.

Como Chegar

Para o Porto, há voos de Bremen, Düsseldorf, Frankfurt, Karlsruhe, Munique, Dortmund, Zurich, Liverpool, Londres, Bordéus, Carcassone, Dole, La Rochelle, Lille, Lyon, Marselha, Nantes, Paris, Rodez, St. Etienne Toulouse, Tours, Barcelona, Madrid, Palma de Maiorca, Valência, Bolonha, Milão, Pisa, Roma, Copenhaga, Bruxelas, Amesterdão, Eindhoven, Rio de Janeiro, São Paulo e Nova Iorque.Do Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro, a melhor forma de chegar ao centro da cidade do Porto é de metro. A viagem dura cerca de 30 minutos.Para o Douro e pra o Vale do Côa, siga pela estrada nacional 108 até Entre-os-Rios e continue pela margem do rio Douro até à Régua em alternativa, pode ir pelo IP4, que liga os distritos de Porto, Vila Real e Bragança, e depois continuar por estradas nacionais e municipais.

Be inspired

Choose your journey, find new places, have some fun and create memories for a lifetime.

Saiba mais

Artigos relacionados

O Porto junto ao rio

Saiba mais

Caves do vinho do Porto e centro histórico do Porto

Saiba mais

O Porto para backpackers

Saiba mais