Trás-os-Montes: Em contacto com a natureza

Pratique desporto nos parques da região transmontana. Percorra as Serras de Montesinho e da Lombada a pé e de bicicleta ou comodamente de carro. Dê um saltinho ao Douro – o Parque Natural do Douro Internacional abrange alguns concelhos de Trás-os-Montes. E descanse nas termas da região.

Associação de Turismo do Porto CC BY-NC-SA 3.0

Associação de Turismo do Porto CC BY-NC-SA 3.0

Associação de Turismo do Porto CC BY-NC-SA 3.0

 
 
 

Porquê ir

  • Gastronomia e Vinhos
  • Paisagem natural
  • Observação de aves
  • Património

Paisagem protegida

No Parque Natural de Montesinho, uma das maiores áreas de paisagem protegida em Portugal, passeie, sem pressas, por montes e vales profundos que abrigam aldeias e perpetuam velhos hábitos comunitários.

O parque é habitado por espécies como a lontra e o gato-bravo e há mais de 150 espécies de aves a cruzar os céus de Montesinho. Poderá ver belos exemplares da águia-real e outras aves de rapina.

As aldeias de Montesinho, Rio de Onor e Guadramil são aldeias que vivem em paz com a natureza e conservam a memória da vida rural. Vai aperceber-se disso ao percorrer as Serras de Montesinho e da Lombada pode fazê-lo tranquilamente a pé e de bicicleta ou comodamente de carro.

Nas margens do rio Coa, há centenas de gravuras rupestres espalhadas por dezenas de quilómetros. Sente-se em forma? Ainda bem, porque este passeio no Parque Arqueológico do Vale do Coa tem a duração de duas horas. O Vale do Côa é o mais importante sítio com arte rupestre paleolítica de ar livre do mundo. Conheça-o na companhia de um guia.

Um pé no Douro

O Parque Natural do Douro Internacional abrange parte dos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira de Castelo Rodrigo, no troço fronteiriço do Rio Douro, numa extensão de cerca de 122 Km.

O que fazer

  • Visite Miranda do Douro, conhecida pelo seu folclore colorido e animado, onde sobressaem os Pauliteiros, e pelo Mirandês, uma língua que só se fala nesta região
  • Visite o Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa, inaugurado em 2010
  • Informe-se se há alguma atividade organizada nos dias em que planeia visitar a Albufeira do Azibo

Planaltos verdes, vales profundos e margens escarpadas, formando grandes desfiladeiros são um lugar de excelência procurado por muitas aves, algumas em risco de extinção. Fique atento ao Abutre do Egito ou Britango, que foi escolhido como símbolo deste parque.

Veja os pombais tradicionais, 650 em todo o Parque, e visite Miranda do Douro e Freixo de Espada à Cinta, municípios com um património riquíssimo.

O clima da região regista Invernos frios e Verões muito quentes e secos e, nos meses de Fevereiro e Março, com as amendoeiras em flor, a natureza oferece um espetáculo de beleza e cor, muito apreciado e celebrado com festas populares.

No coração do Porto e Norte, vale a pena visitar o Parque do Alvão. Não perca as aldeias tradicionais de Ermelo e Lamas de Olo, pontos de partida para os mais interessantes passeios pedestres. A grande diversidade da fauna e as imponentes quedas de água das Fisgas de Ermelo são remédio santo para curar o stress do quotidiano.

Águas que curam

As águas de Chaves são usadas para fins curativos desde tempos imemoriais. Visite as termas do Imperador Flávio Vespasiano. Sabia que as suas afamadas águas nascem do coração da terra à temperatura de 73 graus?

No sopé da montanha do Barroso, pode descansar no complexo termal de Carvalhelhos, uma estância de repouso privilegiada, numa paisagem de castanheiros e carvalhos.

Vai gostar

  • De conhecer a simpática cidade de Chaves e o seu rico património
  • De passear nos Parques de Vidago e Pedras Salgadas
  • De passar o Carnaval na região: desfiles diabólicos de caretos, matrafonas e facanitos, leituras de testamentos, julgamentos públicos e pulhas casamenteiras são algumas das tradições do Entrudo em Trás-os-Montes

As termas de Vidago são outra solução para o ajudar a esquecer as preocupações e a repor o equilíbrio natural. Refugie-se durante alguns dias nesta estância termal, que inclui um palácio de princípio do século XX, recentemente recuperado e transformado em hotel, um campo de golfe de 18 buracos e um SPA com 2.000 metros quadrados, da autoria do arquiteto Álvaro Siza Vieira.

Aproveite para fazer uns passeios a pé pelo bosque que o rodeia e dê uns mergulhos na piscina. Para os mais ativos, há passeios de bicicleta e a cavalo e campo de ténis. É deste sítio privilegiado que sai a água mineral Vidago.

No mesmo concelho, Chaves, visite a vila termal de Pedras Salgadas, de onde é originária a Água das Pedras, bebida habitualmente por todo o país. Nas Termas das Pedras Salgadas, teste os poderes desta água natural com gás. O complexo termal oferece um agradável parque, um centro hípico e um campo de golfe.

O que precisa saber

  • Vidago fica a e uma hora de viagem do Porto, no vale do Douro

Há mais

Integrada na Rede Natura 2000, a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros e Bragança, oferece percursos pedestres e ciclovias e é um sítio privilegiado para a observação de aves e outra fauna. Banhe-se nas praias fluviais da Fraga da Pegada e a da Ribeira e disfrute de uma visão panorâmica única a partir de Santa Combinha.

Em Macedo de Cavaleiros, vale a pena visitar também os sítios de Rede Natura do Monte de Morais, os vales de Sabor-Maçãs e as serras de Montesinho-Nogueira.

Finalmente, em Trás-os-Montes, peça os melhores pratos da região. Os enchidos como a chouriça e a alheira, a castanha, a posta de vitela mirandesa, o porco bísaro e a truta do rio e o queijo Terrincho com doce de abóbora são algumas das iguarias que o esperam no nordeste de Portugal.

Como Chegar

Para o Porto, há voos low cost, por exemplo, de Londres (Stansted e Gatwick), Paris (Beauvais, Orly, Vatry e Charles de Gaulle), Marselha, Lille, Tours, St. Etienne, Bolonha, Bordéus, Lion, Toulouse, Madrid, Barcelona El Prat, Tenerife, Valencia e Palma de Maiorca.

Apenas no verão, há companhias low cost a voar de Liverpool, Las Palmas, Carcassonne, Rodez e Nantes.

Com tarifas normais, há ligações aéreas a partir de Londres Gatwick, Madrid, Barcelona e Paris Orly.

Do Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro, a melhor forma de chegar ao centro da cidade do Porto é de metro. A viagem dura cerca de 30 minutos.

Do Porto, apanhe a A4 em direção a Amarante e depois tome o IP4 em direção a Bragança, no coração de Trás-os-Montes.

Be inspired

Choose your journey, find new places, have some fun and create memories for a lifetime.

Saiba mais

Artigos relacionados

Trás-os-Montes: Património construído, histórico e cultural

Saiba mais

Trás-os-Montes: Em contacto com a natureza

Saiba mais

Trás-os-Montes: Entre o sagrado e o profano

Saiba mais

Birdwatching a Norte

Saiba mais